TENDÊNCIA TEMPORAL DE AFASTAMENTO DO TRABALHO POR TRANSTORNOS MENTAIS E DO COMPORTAMENTO EM ENFERMEIROS (1998-2008)

Autores

  • Adriana Falavigna
  • Mary Sandra Carlotto PUCRS

Palavras-chave:

Estudos de séries temporais, Transtornos mentais, Enfermeiros

Resumo

O absenteísmo decorrente de doenças relacionadas ao trabalho vem sendo considerado um problema de saúde pública devido ao impacto causado em termos sociais, organizacionais e individuais. O objetivo do presente estudo foi identificar a tendência temporal da prevalência dos afastamentos do trabalho por transtornos mentais e do comportamento em enfermeiros de um hospital geral. Trata-se de estudo exploratório de séries temporais com utilização de dados secundários. Foram analisa­dos 375 afastamentos de enfermeiros de um hospital no período de 1998 a 2008. A análise de tendência foi realizada pelo procedimento de Prais-Winsten. A tendência de taxas de afastamento foi de aumento, em média, de 1% ao ano. As taxas mais elevadas foram de transtornos do humor (F30-39), 46,7%; e transtornos neuróticos, transtornos relacionados com o estresse e transtornos somatoformes (F40-48), 31,5%. A tendência de aumento reflete mudanças no perfil de morbidade dos enfermeiros.

Biografia do Autor

Adriana Falavigna

Enfermeira, Mestre em Saúde Coletiva

Downloads

Publicado

2014-09-02

Edição

Seção

Relatos de Pesquisas Empíricas