Relações entre triangulação coparental, conflitos pais-filhos e ajustamento de adolescentes: Diferenças entre pais e mães

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22491/1678-4669.20220015

Palavras-chave:

Relações familiares, Adolescência, Desenvolvimento emocional, Problemas internalizantes e externalizantes

Resumo

O envolvimento de adolescentes nos conflitos coparentais por meio da triangulação impacta no desenvolvimento de sintomas emocionais e comportamentais. Este artigo investigou os impactos diretos e indiretos das relações de triangulação coparental e conflitos entre pais e filhos em problemas internalizantes e externalizantes dos adolescentes, controlando variáveis de gênero e idade. De caráter quantitativo, transversal e explicativo, incluiu 238 adolescentes de 14 a 18 anos e foi utilizada análise de modelagem de equações estruturais. Problemas internalizantes e externalizantes associaram-se à triangulação do pai, da mãe e da díade coparental, mediados por conflitos entre pai e filho e conflitos entre mãe e filho. Triangulação paterna teve relação direta e indireta com problemas externalizantes dos adolescentes. Triangulação materna associou-se à ansiedade e depressão dos adolescentes, mediada por conflitos entre pai e filho. Não houve distinções no modelo para gênero e idade quanto ao nível de impacto entre as variáveis. 

Biografia do Autor

Clarisse Pereira Mosmann, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Clarisse Pereira Mosmann is a psychologist (PUCRS), specialist in Couple and Family Therapy (STIRPE/Madrid), PhD in Psychology (PUCRS), Professor of the Psychology Graduate Program and Program at the University of Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) and Coordinator of the Center for
Studies in Couples and Families - NECAF / UNISINOS

Mariana Rodrigues Machado, Atitus Educação

Mariana Rodrigues Machado is a psychologist (IMED), MSc in Psychology (UNISINOS), PhD in Psychology (UNISINOS), Member of the Center for Studies in Couples and Families - NECAF / UNISINOS

Lídia Käfer Schünke, Grupo Uniftec

Mestre em Psicologia Clínica pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), é Professora do Curso de Graduação em Psicologia do Grupo Uniftec, em Novo Hamburgo/RS, é Membro do Núcleo de Estudos em Casais e Famílias da Unisinos (NECAF), em São Leopoldo/RS.

Mariana Cunha Schneider, Consultório Particular

Graduada em Psicologia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), é Psicóloga em consultório particular.

Liana Pasinato, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

Doutora em Psicologia Clínica pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), é Psicóloga Escolar da Escola de Educação Básica da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, em Erechim/RS.

Downloads

Publicado

2023-03-24

Como Citar

Mosmann, C. P., Machado, M. R., Schünke, L. K., Schneider, M. C., & Pasinato, L. (2023). Relações entre triangulação coparental, conflitos pais-filhos e ajustamento de adolescentes: Diferenças entre pais e mães. Estudos De Psicologia (Natal), 27(2), 155–166. https://doi.org/10.22491/1678-4669.20220015

Edição

Seção

Psicobiologia e Psicologia Cognitiva