Avaliando a empatia em casais: Versão Portuguesa do Índice de Reatividade Interpessoal

Autores

  • Coutinho Fernandes Joana Universidade do Minho

Palavras-chave:

Empatia, Tomada de perspetiva, Preocupação empática, Relações íntimas

Resumo

Este estudo teve como principal objetivo traduzir e adaptar para língua portuguesa o Índice de Reatividade Interpessoal para casais (IRIC), analisando as propriedades psicométricas da versão portuguesa. Este é um instrumento de avaliação da empatia em casais, que resultou da adaptação de uma das mais usadas escalas de empatia, o Índice de Reatividade Interpessoal de Davis, para o contexto das relações íntimas. O IRIC avalia dimensões de empatia cognitiva (tomada de perspetiva) e emocional (preocupação empática), importantes para a estabilidade e satisfação das relações conjugais. A escala original foi traduzida para português e administrada a 148 sujeitos que estavam numa relação amorosa há pelo menos um ano. A maioria dos sujeitos eram mulheres com uma média de idades de 27 anos. Os resultados revelam uma estrutura fatorial semelhante à escala original, valores adequados de consistência interna (Cronbach’s α=.82) e bons níveis de validade externa com uma escala de ajustamento diádico

Biografia do Autor

Coutinho Fernandes Joana, Universidade do Minho

Licenciada em Psicologia clinica pela Universidade do Minho em 2005, Doutorou-se na mesma área em 2010 pela Universidade do Minho e Beth Israel Medical Center em Nova York.

Desenvolve actualmente investigação de pos-doutoramento em neurociencias acerca dos processos empaticos e traços de personalidade pro-sociais em diferentes populações clinicas.

Publicado

2016-10-14

Como Citar

Joana, C. F. (2016). Avaliando a empatia em casais: Versão Portuguesa do Índice de Reatividade Interpessoal. Avaliação Psicológica, 14(3). Recuperado de https://submission-pepsic.scielo.br/index.php/avp/article/view/10247

Edição

Seção

Relato de Pesquisa